Um Dia, Um Gato (Az prijde kocour, 1963)

Esse é O Gato. Muitos consideram um dos maiores estudos antropológicos colocados em película, o qual concordo, além de ser um dos mais embasados retratos da situação política tcheca da época com todo aquele clima pré-Primavera de Praga. Tudo bem que é uma fábula, uma alegoria, mas nem por isso deixa de representar também certa realidade do mundo felino, o de fazerem enxergar o ser humano na cor própria de seu respectivo caráter. Os gatos têm um código de confiança muito peculiar no julgamento do caráter de uma pessoa, o qual confio mais do que o meu próprio já que nós humanos somos afetados por “colorações” criadas pela nossa mente que nos tornam todos uma espécie de daltônicos despadronizados.
Claro que gatos traumatizados porque uma criança de 5 anos puxou seu rabo e a partir de então sem poder ficar perto de crianças dessa faixa etária, criando um certo desvio do seu irrepreensível código de confiança, mas é um trauma pessoal e não um preconceito incutido por algum humano imbecil como normalmente acontece aos cães, por exemplo. É só fazer um paralelo com o White Dog do Samuel Fuller, inspirado num cão que a Jean Seberg achou na rua, o pobre cão era um assassino racista porque um humano imbecil o tornou assim, se você tentar a mesma coisa com um gato o máximo que ele fará é lhe lançar um olhar de desprezo e tédio querendo dizer prontamente um “Me poupe”, gatos não se tornam imbecis porque humanos imbecis o querem assim.
Não é à toa que todos os pretensos ditadores do mundo, tais como Genghis Kahn, Alexandre O Grande, Júlio César, Napoleão Bonaparte, Benito Mussolini e Adolph Hitler, sofriam da tal Ailurofobia/Gatofobia, pavor irracional de gatos, não é preciso pensar duas vezes para perceber o que esse povo tinha em comum. Aparentemente a não-submissão e independência felina provoca ódio em quaisquer pretensos ditadores, já bem dizia Desmond Morris: Artists like cats; soldiers like dogs.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: