Candy (1968)

Assisti mais uma dessas pérolas perdidas que só os anos 60 podem produzir: Candy de Christian Marquand. O filme é uma adaptação do livro de Terry Southern (ele roteirizou o Dr. Fantástico do Kubrick e o Easy Rider do Hopper) que por sua vez é inspirado no Cândido de Voltaire, só que numa versão feminina e na América de meados do século XX. Eu diria que o filme é imperdível, não especialmente por sua qualidade, mas principalmente por ser um achado curioso, além de retrato de uma época hippie e lisérgica.
Quer saber por que ele é tão curioso?
1 – Richard Burton como um poeta ultra-pop e bêbado
2 – Ringo Starr como o jardineiro puro convertido ao pecado
3 – Florinda Bolkan como uma motoqueira muito louca querendo justiça porque a Candy corrompeu o Ringo Starr
4 – Walter Matthau como oficial quixotesco do exército
5 – Sugar Ray Robinson como amigo e motorista do poeta Burton
6 – James Coburn como um médico deveras teatral
7 – Anita Pallenberg como a enfermeira ciumenta
8 – John Huston como o zangado chefe do hospital
9 – Charles Aznavour como o corcunda vampírico
10 – Marlon Brando como o guru hindu

Nota: Anos depois fizeram uma versão pornô com o John Holmes e a Georgina Spelvin desse livro. Só que esse ainda não vi.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: