Declarações de amor de Bette Davis a Joan Crawford

Joan Crawford and Bette Davis (1962)– “Ela já dormiu com todos os astros da MGM, exceto a Lassie.”

– “Por que sou tão boa intepretando vilãs? Talvez porque eu não seja uma vilã. Talvez por isso a Joan Crawford sempre interprete mocinhas.”

– “Nunca se deve falar coisas ruins sobre alguém que está morto. Apenas coisas boas. Joan Crawford está morta. Ótimo!” (quando sua inimiga morreu em 1977)

– “Não é porque alguém está morto que se tornou uma pessoa melhor!” (idem)

– “Joan Crawford e eu nunca fomos amigas calorosas. Nunca fomos simpáticas. Eu a admiro e, ao mesmo tempo, sinto-me desconfortável com ela. Para mim, ela é a personificação de uma estrela de cinema. Eu sempre tive a impressão de que sua melhor performance era Crawford interpretando Crawford.”

– “Eu não mijaria nela nem se ela estivesse em chamas.”
O amor é mesmo lindo, não?

Nota: Ainda sonho algum dia poder ver o filme pornô que Crawford fez 1923 e que sumiu da face da terra: The casting Couch. Não é como um fictício Cigarette Burns, mas sabe como é a curiosidade…

Advertisements

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: