William Holden & Faye Dunaway: Network (1976)

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

 

It’s too late, Diane.

There’s nothing left in you that I can live with.

You’re a humanoid.

If I stay with you, I’ll be destroyed.

You’re television incarnate : Indifferent to suffering; insensitive to joy.

All of life with you is reduced to the common rubble of banality. Love, feelings, sadness, death are all the same to you as bottles of beer. And the daily business of life is a corrupt comedy. You even shatter the sensations of time and space into split seconds and instant replays. You’re madness, Diane. Virulent madness. And everything you touch dies with you.

But not me. Not as long as I can feel pleasure, and pain… and love.

Nota: Porque todo mundo só menciona as falas do Peter Finch, mas poucos lembram que esse é um dos mais espetaculares diálogos já escritos e vistos numa tela de cinema. Este filme é o Cidadão Kane dos anos 70, moral, técnica e artisticamente.

Publicado por Adriana Scarpin

Bibliófila, ailurófila, cinéfila e anarcafeminista. Really. Podem me encontrar também aqui: https://linktr.ee/adrianascarpin

6 comentários em “William Holden & Faye Dunaway: Network (1976)

  1. Nossa, parece que foi composto, e não só escrito. Preciso ver, vontade de sair alugando tudo desses veteranos dos anos 70.

    Curtir

  2. Cara, corre para assistir esse, pois levei muito tempo para fazer isso e me arrependi. É completamente inacreditável o quão bom é este filme.

    Curtir

  3. foda mesmo esse diálogo, vou procurar esse filme, já li sobre ele por aí mas não procurei ainda, vou ver se acho. por enquanto tenho dois john ford pra ver no final de semana, se der tempo.

    Curtir

  4. Esse é daqueles filmes que dão vontade de assistir uma vez por mês e as falas são inacreditáveis de tão boas, a primeira vez que o vi estava sozinha e ficava gritando “Caralho!” cada vez que alguém dizia alguma coisa no filme. É estupendo.

    E viva John Ford!

    Curtir

  5. Foda esse filme, assisti ontem! Estava procurando faz um tempão, mas só encontrava em VHS, ai fui no MakingOff e nada, “NO SEEDERS”, apelei para o Emule, foi a minha salvação,demorou uma eternidade mas consegui e valeu a pena cada minuto de download! hahah

    Ps:. Quando Max fala que Diana é a personificação da TV eu senti um arrepio frio me subindo as vértebras, sem palavras. É simplesmente incrível como esse filme se mantém atual!

    Curtir

  6. Não só se mantêm atual, como a tendencia das coisas só foi piorar… Acho que tem um momento em que o Holden fala alguma coisa sobre a Dunaway ter sido criada assistindo Pernalonga, se for pensar bem Pernalonga contribui mesmo e muito para a nossa geração e algumas gerações anteriores a crescer sem alma, criança tem que ser criada a base de Charles Dickens e não a Pernalonga, senão vira essa coisa grotesca, estéreo e com falha de caráter. Imagino o que acontecerá às gerações futuras com o tipo de educação cultural que se tem hoje em dia, ao menos Pernalonga tinha cérebro.

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: