Intermezzo (1936)

INTERMEZZO

Como o título deixa claro, Intermezzo é um filme sobre música, assim como esta delimita o sentido e o rumo da vida dos protagonistas vividos por Ingrid Bergman e Gösta Ekman, a música não apenas está literalmente presente em cena como também simbólica e simbióticamente com os personagens. Gustaf Molander fora um dos pioneiros do cinema mudo sueco, talvez não um grande cineasta, mas bom o suficiente para ter dirigido obras sofisticadas como este Intermezzo que paira em beleza especialmente pela bela fotografia amalgamada à musica.
Na forma de melodrama moralista do violinista pai de família que abandona a respectiva para viver com a amante pianista, conto digno das melhores óperas, o que se sobressai mesmo são as presenças em cena da incandescentemente bela Ingrid no papel que lhe deu notoriedade para que David O. Selznick a puxasse para Hollywood e os dois dos mais expressivos olhos saídos da face de Gosta Ekman, o mesmo tipo de olhos que podem ser facilmente identificáveis em herdeiros como Michael Caine e Jude Law.
Ingrid era uma bela sem retoques, não era uma coisa fulgurante como Ava Gardner ou Brigitte Bardot, mas era o que se pode dizer esteticamente perfeita e é fácil ver porque todos os diretores do mundo eram completamente enlouquecidos para trabalhar com ela, não é preciso dizer que ela fora uma das faces mais fotogênicas do cinema, não só as as linhas de seu rosto se resumiam a paisagens que deixariam John Ford com raiva daquelas pedrinhas dele no Monument Valley, mas também seu corpo perfeito, ao mesmo tempo voluptuoso e de movimentos sofisticados.

Nota 1: O guri que intrepreta o filho de Gösta no filme é mesmo seu verdadeiro filho Hasse e que viria a ser um dos mais importantes cineastas da Suécia.

INTERMEZZO - 1936 - INGRID BERGMAN - GOSTA EKMAN

Nota 2: O Mistério do título. Por razões de tradução óbvia, Interlúdio deveria ser o nome tanto deste filme quanto o remake americano feito em 1939 com a mesma Bergman e com Leslie Howard, mas de alguma maneira foi parar na tradução de Notorious, filme em parceria do velho Hitch. Por falar em Notorious e Hitchcock, foi nessa época que Ingrid teve um affair com o Robert Capa, história esta que inspirou o casal de protagonistas de Janela Indiscreta: uma diva com um respeitado fotógrafo de guerra.

Advertisements

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: