Os Filmes Bacanas de Cada Ano que Vivi: 2007

Vi esse esqueminha lá no blog do Léo e como sou invejosa para coisas bacanas, farei também… que além da lista do Dança Fragmentada, rolaram a listas do Universo Tangente; Discreto blog da Burguesia; Vida ordinária.
Veja bem, tais citações não serão os melhores filmes de cada ano na minha opinião pessoal, mas sim os mais emblemáticos na minha vida. Mas farei como contagem regressiva e tirando 2008, primeiro porque passou pouco mais de um semestre, segundo porque foram poucas as coisas realmente me divertiram no cinema este ano e o hors concours foi obviamente Indiana Jones, mais por um revival de anos anteriores do que uma sensação atual. E como sou megalomaníaca, farei um top 5 de cada ano.

1- Ratatouille

Se existe um filme que realmente acabou comigo em 2007, este foi Ratatouille. Que grande pedaço de arte é essa pérola camuflada de fantasia infanto-juvenil, duvido que alguma criança tenha saboreado melhor tal filme do que qualquer adulto que já tenha lido Marcel Proust, afinal, paladar se aprimora com a idade. Não, a França, o paladar e a experiência vivida não são mera coincidência neste assustadoramente maduro Ratatouille.

2- Stephen Fry: Guilty
Este pequeno documentário da BBC é um achado, primeiro porque se vê o altamente intelectualizado comediante inglês Stephen Fry chutando o balde e assumindo que é fã de ABBA entre outras coisas não muito bem quistas pela pretensiosa e suposta elite intelectual que assola o mundo, segundo porque tenho uma queda por quase tudo que ele menciona e não tenho vergonha de assumir.

3 – Saneamento Básico, O FilmeTenho que confessar que este filme é uma obra prima, elenco perfeito, texto perfeito e a mais vívida realidade do que é fazer cinema no Brasil. Sem mencionar que o Monstro do Fosso é a maior criação do cinema B mundial desde os tempos de Ed Wood Jr.

4 – GrindhouseTirando a papagaiada nacional de não poder ver o bagulho completo nos cinemas e blábláblá, fazendo que apelemos à boa e velha atividade ilegal e apesar de que eu esperava algo mais podreira e artesanal do que realmente foi, é no mínimo tranquilizador que ainda se possa ver esse tipo de ode ao bom cinema B por aí. Afinal, não é todo dia que vemos o pinto do Tarantino derretendo.

5- Across the Universe
É brega, é kitsch e a tal da elite intelectual odeia. E daí? Tem Beatles, Jim Sturguess e a Salma Hayek vestida de enfermeira gostosa. Adoro, é claro.

Reais melhores filmes do ano: I’m Not There, No Country for Old Men, Zodiac.I'M NOT THERE

Advertisements

5 thoughts on “Os Filmes Bacanas de Cada Ano que Vivi: 2007

  1. oi Dri

    1º que legal saber que você é também um aquariana e que nascemos tão pertinhos! e
    essa coincidência com a data do seu pai? putz! e tempo pequeno! (mentirinha!)

    2º essa brincadeira da lista é uma delicia!

    3º vou fechar a minha lista com ol filme que abriu a sua; eita ratinho proustiano!

    4º que moça bonita! do Grindhouse. hehehehe

    abs

  2. Na verdade sou quatro dias mais velha que meu pai. É fato.

    Provavelmente levarei até o final do ano para terminar minhas listas, mesmo elas sendo feitas nas coxas…

    Quanto à moça de Grindhouse, o Robert Rodriguez tá pegando!

  3. Porra, eu também sou aquariano. E “Across the Universe” é lindo. Foda-se a intelectualidade babaca. A versão daquela chinesinha lésbica cantando “I wanna hold your hand” de maneira tão sofrida já vale o filme.

    Besos.

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: