Os Filmes Bacanas de Cada Ano que Vivi: 2002

1- As Horas (The Hours)Já fui obcecada por Virginia a ponto de repassar cada linha de seu trabalho, suas biografias e trabalhos das pessoas que faziam parte de seu círculo. Fatalmente não haverá outro filme que delinie as nuances da autora e sua obra tal qual este o fez.

2- No Espelho de Maya Deren (Im Spiegel der Maya Deren)Documentário sobre a exuberante cineasta experimental, Deren foi para o cinema o que Virginia Woolf e Sylvia Plath foram para a literatura. Obcecada por gatos, claro.

3- ChicagoBob Fosse ressurgindo das cinzas. Céus, como foi extasiante ver os bons e velhos musicais tendo espaço novamente nos cinemas. E por que raios tanta gente odeia musicais? Música, cinema, dança! E Catherine Zeta Jones é qualquer coisa de mais sensacional que surgiu nos últimos 30 anos.

4- Secretária (Secretary)Vai me dizer que não é um dos mais românticos filmes da década? Foda-se Cinderela, este é o conto de fadas da mulher problemática contemporânea. Ainda ressuscitou James Spader e nos apresentou todo o potencial e esplendor de Maggie Gyllenhaal.

5- O Senhor dos Anéis: As Duas Torres (The Lord of the Rings: The Two Towers)Tolkien também já foi alvo de minhas obsessões tal qual Virginia, avançando os tentáculos através de Wagner, William Morris, Jung, linguística, vida e obra com direito a C.S. Lewis e tudo. Apesar de ser o pior filme da trilogia (ou o menos melhor?), estará sempre na minha lista de grandes sensações presenciadas numa sala de cinema.

Real melhor filme do ano: Não sei! Talvez  Spider… Vai saber!

Advertisements

8 thoughts on “Os Filmes Bacanas de Cada Ano que Vivi: 2002

  1. Todo mundo me dizia que eu iria chorar horrores quando visse “As Horas” – não aconteceu. O filme me tocou de uma maneira diferente, e até hoje ainda não consegui decifrar como. Julianne Moore é musa. Absoluta. Quero dizer, ela e Kate Winslet. :)

    Cronenberg já tinha tentado ressucitar James Spader e fico feliz por “Secretária” ter conseguido.

    Ainda não vi “Spider” – o que é um sacrilégio, já que Ralph Fiennes é o meu #1. Preciso corrigir isso.

  2. Daniel, Secretária vai ser sempre obrigatório em quaisquer de minhas listas, digamos que tenho uma ligação mais pessoal com este filme do que eu realmente gostaria, hehehe

    Patricia, evito o máximo rever As Horas porque ele sempre me faz reviver caminhos que decidi não mais seguir, mas às vezes é mais forte e estou eu lá vendo as tulipas com a música do Phillip Glass… música este que é a melhor trilha sonora desde sei lá quando, por sinal…
    Julianne Moore é um caso sério, se bobear ela é a melhor atriz do mundo hoje, é sexy e linda. E juntando esse lance de Moore com o do Ralph Fiennes, fiquei pensando no top de 1999 em que terei de colocar Fim de Caso e como 1999 será tão difícil a ponto de ter que fazer um Top 10 e não 5, pois a quantidade de filmes que me tocaram pessoalmente naquele ano é assustadora.
    James Spader sempre foi muito bom, vide Crash, Loucos de Paixão, Sexo, Mentiras e Videotape, Abaixo de Zero, Contrato de Risco… mas muito pouco aproveitado.

  3. estou adorando essas listas. além de concordar bastante com as tuas escolhas, amo As Horas, gosto bastante de Chicago e Secretária também, fico aqui anotando os filmes que ainda não vi, pra quem sabe vê-los finalmente.

  4. Preciso ver Secretária.

    Crash é meu preferido do Cronenberg, mas Spider é foda também. Vi num cinema antigo praticamente vazio, último horário, foi meio surreal.

    E Maya Deren!

  5. Amanda, adoro fazer listas, mas alguns anos são mesmo um saco e tenho que discernir entre filmes realmente bons daqueles que me marcaram pessoalmente por algum motivo… Sabe como é, como tudo na vida nem sempre algo que te marca é algo necessariamente bom.
    Esqueci de mencionar no post uma versão pre-Fosse da historieta de Roxie Hart com a Ginger Rogers no papel título… nem é preciso dizer que apesar da Rogers, não chega aos pés da versão do Marshall. O Marshall que voltará aos musicais com Nine baseado em 8 e 1/2, tá certo que ele substitui o Bardem pelo Day Lewis, mas taí uma troca que não posso reclamar, a mulherada do filme também é um arraso: Nicole, Penélope, Loren, Cotlillard, Dench, Hudson, até a Fergie parece que vai dar as caras, mal posso esperar.

    Lucas, nessas listas tenho percebido algo que tinha passado batido por mim até então, sou mesmo fã do Cronenberg, é claro que sempre soube que gostava do cara, mas nunca o chamei dos meus preferidos, mas pensando nessas listas percebi que o homem estará sempre presente.
    Esse lance de cinema vazio me aconteceu com Chicago, só que num cinema de shopping (!!!), eram apenas eu e um tiozinho bem idoso na sala. Foi aí que me dei conta do porque era estranha a minha presença num cineclube de ópera que eu frequentava, cuja média de idade era uns 65 anos, meu deus, isso me assustou, posso entender o lance da ópera, mas montagem de Bob Fosse é um pouco demais.

  6. dos tres eu gostei mais do duas torres, em termos de ação foi o melhor. mas o drama ficou mesmo pro último. a secretaria é mesmo ótimo.

  7. Para falar dos Anéis é complicado também porque tem aquele lance de versões estendidas versus as primeiras que foram ao cinema… Mas o que estava me deixando doente era A Batalha nos Campos do Pelennor do Retorno do Rei, tudo que eu queria ver era aquilo e nada em termos de ação mexeu mais comigo… Nem os Ents, nem o Abismo de Rohan, nem a Laracna…

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: