Os Filmes Bacanas de Cada Ano que o Cinema Viveu: 1997

1- Carne TremulaO filme mais romântico e sensual da história. Ponto final.

2- A Estrada Perdida (Lost Highway)David Lynch tinha sumido com a ressaca pós Twin Peaks e de repente apareceu com essa pedrada na mão, tirem as crianças da sala que o homem voltou.

3- Na Companhia dos Homens (In the Company of Men)Bom filme para se ver quando se está frustrada e Aaron Eckhart constrói um dos maiores canalhas do cinema. De longe o melhor filme de Neil LaBute.

4- Nó na Garganta (The Butcher Boy)Prova cabal de que crianças ruivas são coisa do capeta.

5- Procura-se Amy (Chasing Amy)Obra prima de Kevin Smith, brilhantemente escrito, mostra que Joey Lauren Adams tem uma das vozes mais sensacionais de sempre lembrando o timbre de Jean Arthur, que Silent Bob só abre a boca para dizer coisas realmente pertinentes e que eu continuo querendo casar com Jason Lee.

Real Melhor Filme do Ano: Boogie Nights – Prazer Sem Limites (e título nacional tosco)

Nota: Minha gente o que é esse tal de Chrome? É como se fosse o paraíso para este blog que vos fala, eu que adoro fotos gigantes e em excesso faz pá e pum para abri-las, dá até vontade de colocar alí do lado um “esse blog é melhor visualizado com o Chrome”. Se o Google vai dominar o mundo (e eu já dizia isso há anos atrás) nem ligo.

4 thoughts on “Os Filmes Bacanas de Cada Ano que o Cinema Viveu: 1997

  1. dri, existe essa coisa de gêmeos intelectuais? porque essas suas listas eu vou te contar viu… não tem nem graça, hehe.

    ps. essa cena de carne trêmula é uma das coisas mais bonitas. entra naquela lista de cenas que dão vontade de transformar em quadro.

  2. Ih, minhas lista são meramente passionais.
    O Almodóvar é um pintor flamengo por excelência, tem um momento de Carne Tremula em que a Angela Molina está no cemitério e se coloca entre a coroa de flores vermelhas que também é um desbunde.
    Putz, lembrei de uma cena nada ver, mas que é muito engraçada quando o Bardem e o Rabal estão se socando aí eles param para comemorar abraçados um gol de um jogo na televisão, aquilo é demais, Almodóvar tem mesmo plena consciência da natureza humana.

  3. Muito legal estas suas listas de cinema e as imagens (grandes) publicadas. Olha só os olhos e a boca da Julianne Moore nessa cena!!! Que linda!

  4. Minha megalomania precisa de imagens grandes e vistosas já que parei de me vestir como uma drag-queen por aí, hehehe, tenho que descontar o peso da idade em algum lugar! Julianne é sempre linda… Nunca uma atriz pornô foi tão classuda quanto ela em Boogie Nights…

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: