E o Jack Cardiff está vivo e completando 94 anos!

Sapatinhos Vermelhos (The Red Shoes, 1948)

Cardiff foi um dos mais deslumbrantes diretores de fotografia de sempre, trabalhou ao lado de Alfred Hitchcock, Richard Fleischer, Henry Hathaway, Laurence Olivier, John Huston, Joseph Mankiewicz e dirigiu alguns filmes, inclusive aquele cult com a Marianne Faithfull e o Alain Delon nos anos 60 (A Garota da Motocicleta, 1968) e aquele sobre a vida de Sean O’Casey co-dirigido por John Ford (O Rebelde Sonhador, 1965).
Mas nada se equiparou ao seu trabalho ao lado de Michael Powell e Emeric Pressburger como diretor de fotografia, os filmes de Powell-Pressburger foram sempre visualmente deslumbrantes graças ao olho de Cardiff, não há aquele ditado que os olhos são a janela da alma? Pois então, se Powell-Pressburger são das maiores almas cinematográficas que o cinema britânico elevou, quem abriu uma brecha e deixou a gente dar uma espiadela foi o tal do Cardiff.

Narciso Negro (Black Narcissus, 1947)

Advertisements

2 thoughts on “E o Jack Cardiff está vivo e completando 94 anos!

  1. Tales of Hoffmann, um que baixei e enrolei pra ver. Depois dessa última imagem, to pensando seriamente em mandar o resto da fila da filmes pra merda e assistir logo.

  2. No Tales of Hoffmann a fotografia é do Christopher Challis, outro fodaço, provavelmente devo ter babado por ele em algum lugar do blog com algum filme dos anos 60 que ele deixou fodão.
    A historinha do Powell-Pressburger-Cardiff é bem bacaninha, parece que o Cardiff era cameraman deles no Coronel Blimp e ficaram impressionados com o homem e deixaram por conta dele nos filmes seguintes.
    Esse momento da última foto do Narciso Negro é fodão, me remete imediatamente a Vertigo. Inclusive tem um documentário no DVD da Criterion chamado Painting With Light sobre a fotografia do filme que eu queria muito ver e naquela edição nacional de 9,90 nem rola, hehehe Aliás, tem um monte de filmes do duo que dá para comprar por 9,90.
    O engraçado desse lance Powell-Pressburger é que o meu filme preferido é um solo do Powell, obviamente o Peeping Tom, que se não está na minha lista dos 10 melhores de todos os tempos, certamente está na dos 20.

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: