Os Filmes Bacanas de Cada Ano que o Cinema Viveu: 1984

1- Isto é Spinal Tap (This Is Spinal Tap, Rob Reiner)Hors concours, este é o melhor mockumentary da história (Zelig bem que o acompanha de perto) mesmo para quem não é muito fã de metal como eu, típica produção em que tudo deu certo na hora certa. Pena que o trabalho de Christopher Guest não seja suficientemente reverenciado no Brasil, o marido da Jamie Lee Curtis é mestre.

2- O Homem das Estrelas (Starman, John Carpenter)O Carpenter deu um descanso para Kurt Russell e resolveu transformar o Jeff Bridges na versão adulta e romântica do E.T. Resultado mais certeiro impossível e de brinde Jeff está mais pedaçudo que nunca.

3- Indiana Jones e o Templo da Perdição (Indiana Jones and the Temple Of Doom, Steven Spielberg) Ôpa ôpa ôpa! O que é Harrison Ford, sujo, desgranhado, com os braços à mostra e com facão na mão? Apesar de toda exuberância fordiana, este é o pior exemplar jonesiano dos anos 80, perde feio para Caçadores e a Cruzada, tem grandes cenas isoladas (talvez até as mais inesquecíveis de toda a série), mas no tôdo ele não anda bem das pernas, e sim, nesse caso até a Caveira é melhor que o Templo. Mas é o Indy, pô!

4- A Onda Punk (Repo Man, Alex Cox)Isso é um filme louco. Beeeeeem louco, diga-se. De tão bizarro nem gênero ele tem, é sátira sócio-política, é ficção científica, é punk rocker, é buddy movie. Talvez a melhor representação do que acontecia nos anos 80 transposta para as telas, toda ressaca pós 70’s e auge da era Reagan.

5- Os Caça Fantasmas (Ghostbusters, Ivan Reitman)Back off, man. I’m a scientist. Zuul, Mickey, Donald e Pateta, Peter Venkman, Dana Barrett, Gozer, o porteiro, o guardião, Winston Zeddemore, Egon Spengler, Ray Stantz, sumérico e não babilônico, resíduo ectoplásmico, ela é um cachorro, não cruze os raios, Louis, Stay Puft o monstro de marshmallow, cheiro de pelo queimado, Saturday Night Live 1ª geração em massa. Absolutamente clássico.

6- Ruas de Fogo (Streets of Fire, Walter Hill)É, serão seis mesmo porque não pude tirar nenhum destes da lista. A trilha sonora é uma das mais emblemáticas da década e Diane Lane nunca esteve tão gata. Esse ano apareceu uma pseudo continuação – Road to Hell – mas acho que não vou querer ver não, hein!

Real Melhor Filme do Ano: Era uma Vez Na América (Once Upon a Time in America, Sergio Leone)Sergio Leone é um cu. Só quero saber o que fazer quando chegar em 1968.

5 thoughts on “Os Filmes Bacanas de Cada Ano que o Cinema Viveu: 1984

  1. putz, ruas de fogo era o meu filme favorito quando eu era moleque. junto com operação dragão do bruce, é claro. :)

  2. Coloca os dois filmes covardes de 1968 como hors concours de todos os tempos, pra dar chances pra meros mortais.

    E vou fazer essas listas por década, é legal demais listar, por mais que seja difícil às vezes.

  3. Fred, faz tanto tempo que não vejo Ruas de Fogo… tem umas coisas que você nem quer rever para não se decepcionar.

    Lucas você salvou a minha alma em 1968, grande idéia! Sabe que só agora me dei conta que os dois desgraçados que disputam a liderença há muitos anos dentro do meu crânio foram produzidos no mesmo ano. Listas são legais.

  4. adoro tuas listas. sempre descubro coisas novas. o do leone faz um tempao que to querendo ver. os dois primeiros ja estao na lista de downloads.

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: