Pyewacket

Pyewacket e Gillian em Sortilégio de Amor (Bell Book and Candle, 1958)

O filme que inspirou o seriado A Feiticeira foi basicamente o Casei-me com uma Feiticeira (I Married a Witch, 1942) de René Clair, com Veronica Lake e Fredric March, mas digamos que Sortilégio de Amor deu uma reavivada na memória perdida dos produtores televisivos.
O nome do gato de Kim Novak em Sortilégio de Amor, Pyewacket, vem de uma das descobertas do infame caçador de bruxas inglês Matthew Hopkins, onde este fez uma suposta bruxa confessar que um dos seus amiguinhos demoníacos atendia pelo nome de Pyewacket. Enfim, o ilustríssimo Matthew Hopkins, foi uma daquelas pessoas sensatas dos séculos passados que ajudaram a transformar os gatos numa espécie de “judeus do mundo animal”.

Nota: Já que é post de Halloween, fica aqui o link de idéias para fantasias baseadas em novos filmes. Sei não, fiquei em duvida se me vestiria de Geladeira Jonesiana, Milk Shake Plainviewense ou de Kirk loiro fantasiado de negão fantasiado de vietnamita (já disse hoje que amo o Bob?). Meg Ryan-Coringa não tem graça, porque há uns meses atrás eu já estava salivando e falando igual o Joker por conta de uma operação na boca.

Publicado por Adriana Scarpin

Bibliófila, ailurófila, cinéfila e anarcafeminista. Really. Podem me encontrar também aqui: https://linktr.ee/adrianascarpin

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: