O Jardim dos Finzi-Contini (Il Giardino dei Finzi-Contini, 1970)

The Garden of the Finzi-ContinisDepois da fase neo-realista e da fase comédia escrachada, está lá o sempre charmoso e irresistível Vitorio De Sica revirando novamente seu próprio estilo com esta saga sobre o tema: o que acontecia com os judeus italianos durante o regime fascita de Mussolini na Segunda Guerra? Por algum motivo que me vejo obrigada a citar, a atmosfera do filme muito me lembra as de Luchino Visconti em seus filmes posteriores, talvez a presença de seu então marido, Helmut Berger mais blasé do que nunca, seja o motivo de tal sensação.
Termina com essa sensação de inevitabilidade, sem cair na armadilha de mostar o que ocorreu às personagens evitando as emoções manipuláveis de um final feliz para alguns e a aceitação do destino nos campos de concentração para outros, ao seu final a meta estava cumprida, é mostrado o que o fascismo e o nazismo tanto temiam no comunismo, mesmo vindo por parte dos judeus: a igualdade de classes.

Advertisements

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: