Feliz Ano Novo?

By the year 2010, we will have at least one Nobel Prize in literature that will not be published yet in even one book. Marsall McLuhan’s off-line book, and every concrete poetry author’s dream will be produced very cheaply… Narrative literature, poems, epics and comics will all be fused. We will witness the birth of literature without books, and of poems without paper… We will be able to posses every book from the New York library and, during our free time, we will have the habit of reading arbitrarily… for example: The differences between Bengal grammar from 1853 and the first Uzbek grammar, which came about… Let’s say… In 1957 in Russia… When we make a full length movie, it will end in various manners, and the viewers will be able to select their own ending… On the screen we will see lights perpetually blinking… We could wonder, “Will we really need all this information?”

Nam June Paik, 1977

É por isso que está cada vez mais deprimente a busca de informação incessante e superficial, quando nada dessa explosão de conhecimento está adiantando muito, de que adianta toda essa informação disponível se a maioria não sabe ler? E com saber ler não estou obviamente citando demagogicamente o analfabetismo mundano de saber juntas as letras do alfabeto, mas aquele outro tipo de analfabetismo, aquele ainda mais preocupante, aquele que vai muito além de mera falácia, aquele só combatível com o silêncio, aquele.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: