Picasso e os gatos

Este é o tempo da experimentação e da viragem. É o começo da grande aventura. Fernande Olivier, sua paixão dessa época, escreveu que Pablo tinha em casa dois gatos, um cão e um macaco. Olha-se para a fotografia e percebe-se que estes animais de companhia sabiam mais sobre a sua luta com as cores e com as formas, em fase crucial de desconstrução e de criação, do que qualquer um dos seus amigos ou das suas amantes, pois, tal como ele, viviam no assombroso e não verbalizável território dos instintos.

Amados Gatos – José Jorge Letria

Publicado por Adriana Scarpin

Bibliófila, ailurófila, cinéfila e anarcafeminista. Really. Podem me encontrar também aqui: https://linktr.ee/adrianascarpin

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: