Marcel Proust por Man Ray

Foi Man Ray a quem Jean Cocteau chamou em 19 de novembro de 1922 para tirar uma fotografia de Marcel Proust, da qual se deveria fazer apenas duas cópias: uma para a família e outra para o próprio Cocteau. Se desejasse, Man Ray também poderia ficar com uma cópia para si. O fotógrafo concordou. Cocteau o acompanhou ao leito do escritor. Ele estava estendido em sua cama, completamente vestido e parado. Marcel Proust havia morrido no dia anterior.

Bohèmes – Dan Franck

Publicidade

Publicado por Adriana Scarpin

Bibliófila, ailurófila, cinéfila e anarcafeminista. Really. Podem me encontrar também aqui: https://linktr.ee/adrianascarpin

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: