O Seu Pior Inimigo (The Small Back Room, 1949)

The Small Back Room é brilhante em sua simplicidade – ao menos no sentido de simplicidade segundo os critérios de Powell & Pressburger, sem os habituais cenários grandiloquentes, technicolor efusivo ou grandes jornadas pessoais com toque no fantástico. É um filme pequeno, com clima e aparência de noir travestido em filme de guerra, mas que abriga em seu roteiro um dos mais bem desenvolvidos casais do cinema dos anos 40.
A primeira coisa que aprendi ao assistí-lo é não se deixar enganar pelo que supostamente seria um suspense, pois não o é, há muita tensão em várias cenas, especialmente o momento em que a personagem de David Farrar desmonta a bomba – e aqui devo ressaltar o quanto foi extraordinariamente editada esta sequência: o foco não se mantinha em Farrar, ele era alternado com inserções da narração feita por Renée Asherson do que estava acontecendo com a personagem de Farrar, dando a ilusão de que enquanto ela estivesse sendo focada, Farrar poderia ir para os ares a qualquer momento e esse tipo de coisa é absolutamente impossível no cinema atual, quando esperamos que as pessoas explodam diante de nossos narizes. Mas toda essa questão de desarmador de bombas durante a guerra poderia ser quase que considerado pelos meios hitchcockianos como um mcguffin, a verdade sobre o filme está no relacionamento entre David Farrar e Kathleen Byron (bem estranho vê-los como um casal normal depois de toda a loucura de Black Narcissus), como bem a tentativa de focar o que seriam dos casais na Inglaterra pós-guerra e um inevitável estranhamento de ambas as partes – mas veja bem, o filme se passa em plena guerra, no ano de 1943, mas o seu desenvolvimento é tratado como uma metáfora do que viria no pós-guerra, momento em que o filme foi realmente filmado – a grande cena em que tudo isso fica claramente evidente é uma briga entre o casal e seguida pelo comportamento kamikaze no desarmamento da bomba, então Farrar volta para casa e, seu apartamento vazio desde da última vez que estivera alí, volta a possuir detalhes que se foram logo depois da briga com Byron: o retrato na mesinha ao lado da garrafa cheia de whisky e o gato na poltrona, significando que se o gato voltou, o elemento feminino daquela casa voltou, assim como a garrafa de whisky que na ausência de sua amada não estivera alí porque ele a bebera e agora a garrafa pode ficar alí, cheia, novamente.
É inútil tentar visualizar The Small Back Room através de meia dúzia de palavras, quando a experiência de vê-lo faz com que se queira comentar cada enquadramento, cada corte, cada objeto em cena, cada olhar, de forma extensa e detalhada. E é assim que deve ser – é um filme rico demais para se perder em superficialidades e obviedades.

Nota 1: Agora sei de onde saiu toda aquela conversa sobre surf em meio a uma operação militar complicada de Apocalypse Now. Aliás, é quase impossível não ver Powell como uma das maiores figuras paternas daquela geração de cineastas dos anos 60 e 70, especialmente Ken Russell, Martin Scorsese e Francis Ford Coppolla – basicamente todos os filmes desses três possuem referências claras a algum momento da filmografia de Powell.

Nota 2: Renée Asherson da ótima sequência do desarmamento da bomba é a velhota da cena “Are you mad? I am your daughter.” de Os Outros do Amenábar – não importa quantas vezes assista aquele momento, sempre rola um calafrio. Mais horripilante é vê-la aqui jovenzinha e ainda ser possível reconhecê-la.

Nota 3: Kathleen Byron foi uma das mais extraordinárias atrizes do mundo. É vergonhoso ela não ser amplamente conhecida e reverenciada. Não à toa Michael Powell foi apaixonado por ela durante certo período, é impossível não se apaixonar por aqueles olhos – é impossível não enxergar certa característica felina neles…

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: