Top-dúzia: Furio Scarpelli (1919 – 2010)

Il buono, il brutto, il cattivo. (1966)
1- Três Homens em Conflito (Il Buono, Il Brutto, Il Cattivo, Sergio Leone, 1966)
L'armata Brancaleone  (1966)
2- O Incrível Exército de Brancaleone (L'armata Brancaleone, Mario Monicelli, 1966)
3- Os Eternos Desconhecidos (I Soliti Ignoti, Mario Monicelli, 1958)
4- Ciúme à Italiana (Dramma della gelosia - tutti i particolari in cronaca, Ettore Scolla, 1970)
5- A Grande Guerra (La Grande Guerra, Mario Monicelli, 1959)
6- O Castigador (Il Mattatore, Dino Risi, 1960)
Le Bal (1984)
7- O Baile (Le Bal, Ettore Scolla, 1983)
8- Seduzida e Abandonada (Sedotta e Abbandonata, Pietro Germi, 1964)
C'eravamo tanto amati (1974)
9- Nós que nos Amávamos tanto (C'eravamo Tanto Amati, Ettore Scolla, 1974)
I mostri (1963)
10- Os Monstros (I Mostri, Dino Risi, 1963)
11- Brancaleone nas Cruzadas (Brancaleone alle Crociate, Mario Monicelli, 1970)
donna della domenica  (1975)
12- La Donna della Domenica (Luigi Comencini, 1975)

Melhor roteirista italiano de sempre ao lado de Tonino Guerra?

Publicado por Adriana Scarpin

Bibliófila, ailurófila, cinéfila e anarcafeminista. Really. Podem me encontrar também aqui: https://linktr.ee/adrianascarpin

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: