Inception? Nolan, you bloody bastard!!!

Levei um susto tremendo ao ver este trailer porque não fazia idéia sobre o que era este filme, o máximo de informação que tinha sobre ele era aquele poster que há meses se encontra pelos halls das salas de cinemas e o elenco espetaculoso, mas… “set within the architecture of the mind”? A Matter of Life and Death encontra Matrix como um filme noir? Neguinho tentando roubar algo do subconsciente? Neguinho usando a arquitetura mental como reflexo do mínimo ao máximo na estruturação do universo? Neguinho alimentando minhas obsessões atuais? Claro que minhas obsessões andam se concentrando em padrões artísticos não tão óbvios sobre o assunto, coisa que é de se esperar da ficção científica que sempre deixa as coisas às claras mais facilmente do que em relação a outros gêneros, embora me pareça estranha essa dificuldade do cinema contemporâneo entre desvencilhar o conceito de estrutura da mente com o óbvio “se passar na mente de alguém”. Peguemos AMOLAD como exemplo, mesmo A Matter of Life and Death se passando realmente na mente de alguém, “finge-se” que não de tal forma que muitos ao verem o filme julgam que está ocorrendo um embate entre o céu e a terra com um eventual julgamento da humanidade, ao contrário de coisas como O Mágico de Oz e Alice que são matérias de sonho e fantasia infantil, em AMOLAD há um andamento de sci-fi construída a partir de uma ruptura na estrutura física do cérebro de um homem adulto altamente intelectualizado (nesse sentido se aproxima muito da construção de Lewis Carroll ou dos poderes de Próspero em A Tempestade), e boa parte dos demais filmes de Michael Powell seguem tal arquitetura da mente, embora refletidos basicamente em torno da literatura clássica e sem a liberdade que uma sci-fi permitiria, ou seja, sem esse tal vício de se passar literalmente na mente de alguém, vício este surgido com o cyberpunk já que não há nada mais associável à arquitetura da mente e ao conceito de cosmos do que um maldito computador.

Never recreate from your memory. Always imagine new places.

What’s the most resilient parasite? An Idea. A single idea from the human mind can build cities. An idea can transform the world and rewrite all the rules. Which is why I have to steal it.

Nota: Nolan ama mesmo o Michael Caine, hein? É o quarto filme juntos, mas afinal, quem não ama? O bom é que o Nolan tende a ser bem fiel com seus atores, o que me dá grandes esperanças quanto a uma eventual participação da Mulher Gato em um filme daquela franquia lá, porque, minha gente, há dois anos penso que nenhuma atriz atual seria mais perfeita naquele papel do que Marion Cotillard.

Advertisements

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: