Cozinhando com Hans Landa: Apfelstrudel

Landa is very passive-aggressive when it comes to dealing with people, and often very violent. But my favorite scene is the one where you attack a strudel. You go after that dish with such flourish and violence. What are your thoughts on that scene and what is being expressed in it? Christoph Waltz: [laughs] Well,Continuar lendo “Cozinhando com Hans Landa: Apfelstrudel”

Torta de Cereja do Dale Cooper

The Recipe 8 inch Crust: 1-1/2 c. flour, 1/2 c. Crisco, 1/4 c. ice water Mix flour and Crisco with fork. Add ice water. Mix with your hands. When blended, roll into ball and refrigerate overnight. To roll out: flour both rolling pin and flat surface, split ball in two, roll out 1/2 to fitContinuar lendo “Torta de Cereja do Dale Cooper”

Os Filmes Bacanas de Cada Ano que o Cinema Viveu: 1988

1- Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos (Mujeres al Borde de un Ataque de Nervios – Pedro Almodóvar)Meu primeiro Almodóvar. Desde então o gazpacho tornou-se parte regular do cardápio. 6 tomates, maduros ½ cebola, ½ pepino, grande e sem casca ½ pimentão verde, amarelo e/ou vermelho 1 dente de alho Pedaços de pãoContinuar lendo “Os Filmes Bacanas de Cada Ano que o Cinema Viveu: 1988”

Salve o brócolis com nozes

Ó céus, depois que descobri o blog da Patrícia, Technicolor Kitchen, não vou mais para a cozinha sem dar uma passada por lá antes, se não é para copiar descaradamente as suas receitas perfeitas é ao menos para dar uma luz ao que farei. Nesse fim de semana queria comer macarrão com nozes, mas asContinuar lendo “Salve o brócolis com nozes”

Então era isso que havia no bolinho do Proust

Madeleines de laranja e sementes de papoula 1 xícara (140g) de farinha de trigo peneirada 1 colher (chá) de fermento em pó 1 laranja média 5 ovos, levemente batidos 1 xícara (200g) de açúcar 2 colheres (sopa) de açúcar mascavo claro 113g de manteiga sem sal, derretida e fria ½ colher (chá) de mel 1Continuar lendo “Então era isso que havia no bolinho do Proust”

Stephen Fry: Guilty (2007)

PARTE 2 –  PARTE 3 Swearing is a really important part of one’s life. It would be impossible to imagine going through life without swearing, and without enjoying swearing. There used to be made silly, prissy people who said swearing was a sign of a poor vocabulary. It is such utter nonsense. The people IContinuar lendo “Stephen Fry: Guilty (2007)”

Receita de Ratatouille

Ingredientes 6 colheres (sopa) de azeite de oliva 5 cebolas picadas 1 buquê garni 3 pimentões vermelhos cortados em quadrados 2 berinjelas cortadas em cubos 3 abobrinhas italianas cortadas em cubos 6 tomates médios cortados em meia-lua Sal à gosto 1 limão 1/2 xícara (chá) de salsinha fresca picada Modo de Preparo: 1. Numa panela,Continuar lendo “Receita de Ratatouille”

Luis Buñuel e seu dry martini

“Num bar, para provocar e entreter um devaneio, é preciso gim inglês. Minha bebida predileta é o dry-martini. Considerando o papel que o dry-martini representou nesta vida que relato, devo dedicar-lhe uma ou duas páginas. Como todos os coquetéis, o dry-martini é provavelmente uma invenção americana. Compõe-se, essencialmente de gim e de algumas gotas deContinuar lendo “Luis Buñuel e seu dry martini”

Feliz Dia das Bruxas: Docinho de Café Olho Halloween

Ingredientes 1 lata de leite condensado ½ colher das de sopa de manteiga 40 gotas de aroma para chocolate, sabor café 1 gema (peneirada) ½ pacote de biscoito tipo maria Gotas de corante soft gel marrom chocolate Fondant/pasta americana para decoração à escolher Modo Preparo: Leve ao fogo o leite condensado, a manteiga e aContinuar lendo “Feliz Dia das Bruxas: Docinho de Café Olho Halloween”