24 Frames: Ringmaster

… e eu? Quem sou eu nessa história? O carrossel? O autor? O apresentador? Um transeunte? Eu sou você. De fato, qualquer um como você. Eu sou a personificação do seu desejo, em desejar saber tudo. As pessoas sempre sabem apenas um lado da realidade e por quê? Porque conseguem enxergar apenas um lado dasContinuar lendo “24 Frames: Ringmaster”

Schnitzler – Freud

Verehrter Doktor: Agora o senhor também alcançou os sessenta anos, enquanto eu, seis anos mais velho, me aproximo do fim da vida e posso esperar em breve ver o fecho do quinto ato dessa algo incompreenssível e nem sempre divertida comédia. Se eu ainda tivesse preservado crença na “onipotência” dos pensamentos, não deveria deixar passarContinuar lendo “Schnitzler – Freud”

Schnitzler – Zweig

Quando pensamos nos livros de Schnitzler, não são as personagens que revemos, nem mesmo as personagens principais às quais ele sabe dar tanto relevo; o que relembramos é sobretudo a atmosfera. Pois, mais do que homens, Schnitzler criou almas. A vida interior desses seres nos impressiona mais do que suas ações. Suas emoções ficam gravadasContinuar lendo “Schnitzler – Zweig”