Miss Cruz e asseclas

Alguém coloca a Penélope Cruz para editorear uma edição da Vogue francesa e o que ocorre? Miss Cruz coloca o Almodóvar para entrevistar Jeanne Moreau e lota a capa e o editorial com outras tantas atrizes fabulosas, mas só seria perfeito mesmo se no lugar da Gwyneth Paltrow estivesse Marion Cotillard.

O irresistível portfólio do ano da Vanity Fair

Scarlett Johansson e Javier Bardem em Janela Indiscreta (Rear Window, 1954) Marion Cotillard em Psicose (Psycho, 1960) Charlize Theron em Disque M para Matar (Dial M for Murder, 1954) Keira Knightley e Jennifer Jason Leigh em A Mulher Inesquecível (Rebecca, 1940) Naomi Watts em Confissões de uma Ladra (Marnie, 1964) Gwyneth Paltrow e Robert DowneyContinuar lendo “O irresistível portfólio do ano da Vanity Fair”

Vanity Fair Portfolio 2007: Killers Kill, Dead Men Die por Annie Leibovitz

Feliz Ano Novo: Musas do calendário Pirelli 2007

Nota 1: Por que faltou Lou Doillon? Porque pra colocá-la ao lado dessas mulheres as quais admiro, ela vai ter que fazer um pouco mais do que ser filha de Jane Birkin e Jacques Doillon. *Só lembrando que ela fez o remake de Sisters (e quem já viu disse que é um lixo). Nota 2:Continuar lendo “Feliz Ano Novo: Musas do calendário Pirelli 2007”