Os Filmes Bacanas de Cada Ano que o Cinema Viveu: 1992

1- Fome Animal (Braindead, Peter Jackson) E sou apresentada a Peter Jackson. Obra prima obra prima obra prima. Quem diria que o gênio neozelandês do cinema B da virada da década se tornaria o que se tornou, hein? Marca de uma era, reunião na casa de AMK para ver filmes de terror aos sábados! Sam Raimi e Peter Jackson reinavam absoluto nos terrir que tanto gostávamos. Anos depois também virou praxe no Cine Trash apresentado pelo Mojica. Puta que pariu o Cine Trash, por que não há mais programas como esse na TV? Lembro de ter visto até o Nosferatu do Herzog por alí, era nos moldes dos programas da Vampira e da Elvira.

2- Cães de Aluguel (Reservoir Dogs, Quentin Tarantino)E sou apresentada a Quentin Tarantino. Basta

3- Os Imperdoáveis (Unforgiven, Clint Eastwood)E sou apresentada a Clint Eastwood. Peraí, é o Clint velho de guerra, esse já conheço! Esse ano coincidentemente também marca minha mudança da zona rural para a urbana e, na boa, eu devia ter ficado por lá plantando feijão e o William Munny também. Que foi, ninguém come feijão?

4- Vício Frenético (Bad Lieutenant, Abel Ferrara)Foda-se tudo, quem domina o mundo é Harvey Keitel.

5- O Último dos Moicanos (The Last of the Mohicans, Michael Mann)Daniel Day Lewis indião cabeludo num filme do Michael Mann? De quebra o livro do Fenimore Cooper era um dos meus preferidos de quando era criança. Precisando urgentemente rever para melhor apreciação do poderio inesgotável de Michael Mann, pois o poderio do Day Lewis a gente vê pela foto.

Real melhor filme do ano: Comida (Jídlo, Jan Svankmajer)

Nota: Viu? Viu? Num mesmo post citei Herzog e Bad Lieutenant e fiquei quieta! hehehe

Advertisements

4 thoughts on “Os Filmes Bacanas de Cada Ano que o Cinema Viveu: 1992

  1. Fome Animal é foda, nossa. É um festival de cenas antológicas que nem as 9h da trilogia lá conseguem barrar.

    Cães de Aluguel, Imperdoáveis, ok, muito se falou dos dois já.

    Último dos Moicanos eu comprei ontem por 12,90! Comprei também pelo mesmo preço Colateral e O Informante. Semana Mann aqui. Lembro de imagens bem bonitas, meio que o Barry Lyndon dele, mas no geral mais fraco que os outros.

    Bad Lieutenant… ah, o Herzog tem um filme de 1992: Lições das Trevas. Documentário, muito bom.

    Tem também o Benny’s Video do Haneke, que eu nem gosto tanto assim, e A Morte e a Bússola do Alex Cox, adaptação muito louca dum conto do Borges.

  2. Fome Animal tem a maior concentração de frases antológicas por minuto! I Kick Ass For The Lord!

    Preciso desesperadamente rever O Último dos Moicanos, adorava esse filme mas por motivos distintos dos que eu gostaria hoje. É um tipo de filme que pouco se faz agora, o dessas aventuras românticas ao estilo dos anos 40 e 50, com a diferença que o filme do Mann era bem mais sério do que os do estilo quando protagonizados por gente como Errol Flynn ou Stewart Granger que tendiam ao picaresco.

    Alex Cox é um cara que preciso repassar, tudo que vi dele me fez virar fã, mas tem coisa ainda a ser descoberta.

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: