Memórias do inferno

Situação 1

Terapeuta: Por que você não quer falar do Jung?
Paciente: Falo suficientemente dele no meu blog.
Terapeuta: Então por que não me dá o endereço do seu blog?
Paciente: (rindo) Porque não, caraleo.

Situação 2:

Paciente: Rindo ao olhar para dois alvos em preto e branco, um na parede à sua esquerda, outro à sua direita,
pensando que também há dois desses na sala de espera do consultório.
Terapeuta: Do que você está rindo?
Paciente: Nada. Um dia te conto.
(pensando que só contará se depois da guerra o alvo se transformar em glorioso technicolor)

Situação 3

Terapeuta: Você é omissa e manipuladora.
Paciente: Eu sei. Rá!

Publicado por Adriana Scarpin

Bibliófila, ailurófila, cinéfila e anarcafeminista. Really. Podem me encontrar também aqui: https://linktr.ee/adrianascarpin

Um comentário em “Memórias do inferno

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: